Suplementos para crescer: são mesmo necessários?


Quando temos um filhote canino, é bem frequente as famílias questionarem o criador ou o veterinário o que eles precisam fazer para o filhote ganhar peso e crescer bastante, pois lhes dá a impressão de que está se desenvolvendo com saúde.


Culturalmente, temos a crença de que um filhote saudável é aquele que cresce rápido e ganha peso no mesmo ritmo, e isso se vê em relação aos bebês humanos também: quem aqui nunca ouviu uma mãe preocupada com o peso ou a curva de crescimento do seu bebê?


Quando falamos de cães de raças grandes ou gigantes (aqueles que quando adultos terão mais de 25 kg), há um ritmo de crescimento adequado dos ossos e dos músculos, que nem sempre "combinam" de crescer no mesmo ritmo. Isso significa que filhotes que crescem rápido demais, podem ter problemas de saúde no futuro, como alterações ortopédicas por exemplo, já que o aparelho locomotor e muscular podem se desenvolver em ritmos diferentes causando sobrecarga no corpinho do filhotão. Por mais que queiramos um filhote grandão em casa, repito: é importante que cães de raças grandes e gigantes cresçam DE-VA-GAR.




Mas e os cães de raças pequenas, não preciso ter essa mesma preocupação? Na verdade precisa, no entanto, a diferença de tamanho e ritmo de crescimento de um filhote de raça pequena para o adulto não é tão grande, se comparado a uma raça gigante por exemplo. Dessa forma, a sobrecarga nos ossos e musculatura em cães pequenos não é tão evidente.


Uma medida estimada para cães grandes é que aos 5 meses de idade esses filhotes não tenham mais de 50% do peso esperado quando adulto, ou seja, se você espera que seu filhote tenha 40kg quando adulto, ele não deve pesar mais do que 20 kg aos 5 meses de idade; se estiver mais pesado do que isso, sua dieta deve ser reavaliada para que seu crescimento seja um pouco mais lento. Claro que isso é só uma estimativa, pois fatores genéticos também influenciam no tamanho esperado do cão adulto: assim como existem pessoas de tamanhos diferentes também existem, dentro de uma mesma raça, cães de tamanhos diferentes. Se os pais do seu filhote são grandes para os padrões da raça, é possível que ele seja grande também, e tudo isso precisa ser avaliado.


Cães de raças pequenas e médias atingem o peso e tamanho adultos ao redor do 10 meses de idade, enquanto cães de raças grandes e gigantes atingem esse tamanho e peso ao redor dos 15 meses de idade. Por esse motivo, atualmente, é indicado que seu filhote consuma ração para filhotes até mais ou menos essa idade: 8-12 meses para cães menores; 15-18 meses para cães maiores.


E sobre suplementos, que tipo de suplementação meu filhote precisa enquanto está em fase de crescimento?


NENHUM suplemento vitamínico ou mineral deve ser prescrito a um filhote que consome uma dieta completa e balanceada, com riscos de serem causados SÉRIOS problemas a sua saúde.


Infelizmente a administração de suplementos ao filhote é muito comum, principalmente com cálcio, vitaminas e aminoácidos. Se ele consome uma dieta completa e balanceada, com alimentos de qualidade, ele já consome tudo o que precisa para crescer com saúde, e qualquer suplementação extra irá, não só desbalancear sua dieta, como potencialmente causar problemas de saúde no futuro. "Ah mas eu sempre dei suplementos para meus filhotes e nunca tive problema com isso!" - você pode dizer. O que muitas vezes ocorre é que, como o tempo para o surgimento desses problemas pode ser muito distante da suplementação, não se associa uma coisa com outra, ou seja, quando um cão apresenta uma alteração ortopédica, não é fácil associar essa desordem a uma dieta desbalanceada que ele consumiu há meses atrás: por esse motivo esse assunto muitas vezes não é nem levantado na consulta veterinária.


Acompanhamento veterinário é super importante em todas as fases da vida, e se você tem dúvidas sobre a taxa de crescimento do seu filhote e se o está alimentando corretamente busque a orientação e acompanhamento de um veterinário nutrólogo.






Gostou do artigo?

Assine já !

ARTIGOS RECENTES